Acidez, Amargor e Doçura. Como identificar essas sensações no café.

Parece que esses termos e essas sensações estão cada vez mais faladas no meio gastronômico, das cervejas, dos vinhos e claro do CAFÉ. A gente resolveu te explicar de forma rápida e simples quais são e como identifica-las.



ACIDEZ

A sensação da acidez é sentida normalmente desde as laterais até o final da língua. Lembra das balinhas "azedas" ? Só de pensar dá aquele arrepio e já começamos a salivar. É isso, sendo assim, podemos dizer que a acidez é aquele sentimento de salivar de vontade de tomar um cafezinho. Se gosta de acidez o Rainha Dandara é a aposta certa.


AMARGOR

Ao contrário da acidez, o amargor é sentido desde o topo ao final da língua. É aquela sensação de presença, força no paladar. Essa sensação é muito presente na Rainha Tereza.


DOÇURA Quando falamos em doçura imediatamente lembramos do açúcar, do doce após o almoço mas nesse caso a doçura do café está nas notas de sabor, no baixo amargor, podemos generalizar e dizer o quanto menos amargo for o café mais doce ele é mas não espere tomar um balde de açúcar, longe disso. O que podemos te recomendar é que: se pensa em sair do "adoçar" o café procure grãos menos amargo e com torra média, que é o caso da Dandara.


Todas essas sensações podem e devem ser encontradas no café especial. Se caso você não consiga sentir nenhuma delas procure saber na embalagem do café que está com você se ele realmente é especial. Os cafés especiais estão acima do nível de Gourmet, tomem atenção a isso. Café Gourmet são inferiores aos cafés especiais no que tange qualidade e uniformidade dos grãos e também diria que a torra pode estar heterogenia, ou seja, sem uniformidade.


Por fim, caso queira experimentar um café especial de qualidade e sentir essas sensações que falamos acima, convidamos você a conhecer nossa loja e descobrir uma nova experiência com as nossas rainhas: Rainha Dandara e Rainha Tereza.


Rainha Dandara Assim como foi Dandara dos Palmares, o café Dandara é um café aveludado, macio e com o amargor baixo se comparado com a Tereza. Você vai experimentar uma bebida com notas de sabor de caramelo, calma e acolhedora. Grão: Robusta (Coffea Canephora)

Tipo: Conilon Vitoria

Torra: Média

Notas de Sabor: Caramelo

Região: Semiárido Capixaba – ES

Altitude: 600 metros Fazenda: Venturim


Rainha Tereza

Assim como foi Tereza de Benguela, o café Rainha Tereza é um café intenso, forte e escuro. Conta com grãos de café Canéfora, cultivados no semiárido do Espírito Santo, região famosa pela produção dos mesmos, que resultam em bebidas com alto amargor e que está presente na maioria das mesas dos brasileiros. Esse café foi desenvolvido para os que visam consumir uma bebida energética, tendo em vista que seus grãos contém uma concentração de cafeína 50% maior que o café 100% arábica. Grão: Robusta (Coffea Canephora)

Tipo: Conilon Vitoria

Torra: Escura

Notas de Sabor: Chocolate

Região: Semiárido Capixaba – ES

Altitude: 600 metros Fazenda: Venturim


Fiquem a vontade e vejam também os outros artigos do Quilombo, que falamos mais sobre os cafés especiais, torras e claro CULTURA AFROBRASILEIRA. BOM CAFÉ!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo